Orientação da SETIN e da Central de Apoio ao usuário do PJe

OAB POST InformePJE JUN17Ao ingressar na página do PJe, escolher este modo de operação: Java Applet;

  • Mozilla versão 40 (marcar nas opções do navegador pra não atualizar automaticamente e ignorar mensagens de atualização); 
  • Java 8 de atualização 101 ou 121 (marcar nas opções do Java pra não atualizar automaticamente);
  • Colocar o site do PJe na lista de sites confiáveis do Java: https://pje.trt8.jus.br e http://pje.tjpa.jus.br

Modernização: OAB-PA celebra termo de cooperação técnica com Faci DeVry para otimizar processos administrativos

IMG 5922Termo de cooperação foi firmado na tarde de terça-feira em reunião o presidente da Ordem no Pará, Alberto Campos, e o diretor geral da  Faci DeVry, Ismael Leite. O objetivo é construir uma visão estratégica, processo de gestão de recursos humanos, finanças, transformando os ganhos de planejamento em resultados alcançados de maneira mais eficaz.

Nessa área de soluções corporativas para entidades, a DeVry possui expertise ao prestar serviços para o Tribunal de Contas de São Paulo, a Justiça Federal, instituições bancárias e poder legislativo no Brasil. Além disso, há a experiência internacional. “A pegada da educação do EUA é no sentido mais pragmático. Os nossos estudantes passam toda a matriz curricular fazendo com que a análise de situações práticas ocorra e o conhecimento tenha mais significância”, salientou Ismael Leite.

IMG 5937De acordo com o diretor geral da Faci DeVry, o diferencial é construir uma estrutura organizacional por meio da participação de todos os advogados (as) e colaboradores e estabelecer de forma muito clara a proposição, visão, missão da instituição, consolidando um processo de controle participativo de recursos humanos, finanças. “Ou seja, fazer com que os resultados da OAB-PA possam ser otimizados e que se possa ter um conhecimento muito preciso da rotina da instituição de um modo geral”, explicou.

IMG 5942Para o presidente da OAB-PA, Alberto Campos, a concretização da parceria com a  Faci DeVry representa “um passo importante que a seccional paraense dará rumo à modernização da gestão da sua estrutura organizacional”. Também participaram da reunião Davi Silva, coordenador do curso de Direito da instituição de ensino, Mário Botelho, coordenador geral de pós-graduação, Thiago Martins, supervisor do setor coorporativo, e duas professoras da área de bussines.

Fotos: Yan Fernandes

Curso de Iniciação à Advocacia aborda várias temáticas como suporte para novos advogados

IMG 5836Realizada no auditório Otávio Mendonça, a abertura da capacitação promovida pela Comissão de Advogados em Início de Carreira da OAB-PA e a Escola Superior de Advocacia contou com a presença do presidente da Ordem no Pará, Alberto Campos, e o secretário-geral e presidente da Comissão de Defesa de Direitos e Prerrogativas, Eduardo Imbiriba.  

Aos participantes, o presidente Alberto Campos destacou a importância da defesa das prerrogativas, da constituição de sociedade de advogados e enumerou alguns dos principais desafios que deverão ser enfrentados ao longo da carreira. “Não é questão só de ganhar causas, é uma questão de ganhar a confiança dos clientes”, ponderou. “É lutar para garantir direitos, independentemente do resultado”, completou.

IMG 5819

Eduardo Imbiriba, por sua vez, ressaltou aos advogados em início de carreira que “para defender os direitos dos nossos clientes, nós temos que ter muito fortalecida a ciência dos nossos direitos” e recomendou que “se combate a ignorância de autoridades violadoras de prerrogativas com conhecimento e com uma OAB forte e atuante”. 

Vice-presidente da Comissão de Defesa das Prerrogativas da OAB/PA, o advogado criminalista João Bosco ministrou a palestra “Prerrogativas na Prática dos Jovens Advogados”. Presidente da Comissão de Assuntos Tributários da OAB-PA, o advogado tributarista, Américo Ribeiro proferiu a palestra “Iniciação à Advocacia Tributária”.

Fotos: Yan Fernandes

CFOAB e Colégio de Presidentes emitem nota contra espetacularização do processo penal

OAB POST NotaOficial JUN17Confira abaixo a manifestação do Conselho Federal da OAB e do Colégio de Presidentes de Seccionais da entidade sobre a morte do reitor da Universidade Federal de Santa Catarina, Luiz Carlos Cancellier de Olivo:

Fomos hoje surpreendidos com a morte, em Florianópolis, do reitor da Universidade Federal de Santa Catarina, Luiz Carlos Cancellier de Olivo. 

No bilhete que deixou, o professor Cancellier escreveu: "Minha morte foi decretada no dia da minha prisão". Sobre o professor Luiz Carlos Cancellier de Olivo não pesava nenhuma acusação de corrupção. 

A acusação contra ele foi "não ter dado sequência ao processo administrativo de apuração" de casos de corrupção ocorridos antes de ele assumir a reitoria da Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC, nos quais não teve qualquer participação. 

Mesmo assim foi preso provisoriamente, impedido de ingressar na Universidade e teve sua imagem brutalmente exposta. 

Assistimos no Brasil à banalização das prisões provisórias e das conduções coercitivas abusivas, realizadas quase sempre de forma espetacular e midiática, sem nenhuma preocupação com a preservação da imagem daqueles que sequer culpados podem ser considerados. 

É preciso que a sociedade brasileira e a comunidade jurídica discutam o que efetivamente queremos construir. E nós, a Diretoria do Conselho Federal e o Colégio de Presidentes de Seccionais, afirmamos que queremos o respeito à lei, às garantias constitucionais do cidadão e à garantia da presunção de inocência, para que amanhã não reste, aos ainda não culpados, somente a vergonha, a dor, o opróbrio e o sentimento de injustiça. 

Não nos peçam o linchamento. Queremos a apuração de todos os fatos e de todas as acusações. Mas conclamamos a todos a dizer não ao culto ao autoritarismo e ao processo penal como instrumento de vingança. 

Apurar e punir, sim. Violar o devido processo legal, a dignidade da pessoa humana e a presunção de inocência, nunca.

Diretoria do Conselho Federal da OAB

Colégio de Presidentes de Seccionais da OAB

Comissões temáticas da OAB-PA repudiam ato de racismo contra acadêmico paraense em Santa Catarina

OAB POST NotaRepudio JUN17A Comissão de Direitos Humanos e a Comissão da Igualdade Racial e Direitos dos Quilombolas da Ordem dos Advogados do Brasil, Seção Pará, vem a público repudiar os atos de injuria racial praticados na Universidade Federal de Santa Catarina contra o acadêmico paraense João Francisco, na semana passada.

O episódio ocorreu durante uma aula onde houve atos depreciativos ao cabelo estilo Black Power do estudante. O uso do Black Power remete aos Estados Unidos no decênio de 60 quando os negros daquele país lutavam por direito civis. O movimento lutava, além de outros direitos, pela proteção do direito à autonomia, autoconfiança e afirmação da identidade negra, com o resgate da herança africana.

Assim, o cabelo Black Power é símbolo de inúmeras lutas sociais travada pelo movimento negro que culminaram no reconhecimento de vários direitos e na necessidade de combater as desigualdades raciais existentes no seio social. É inconcebível que no meio acadêmico, que possui entre outras finalidades a de combater as desigualdades, ainda exista este tipo de atitude que desrespeita toda uma história e fomenta o preconceito baseado na cor da pele.

O racismo, em pleno século XXI, é inaceitável e deve ser firmemente combatido. Esperamos que da Universidade Federal de Santa Catarina, envide todo o esforço para repreender atos desta natureza, bem como estimule o reconhecimento à DIVERSIDADE, para que outros fatos, como este, ali não mais se repitam.

Setembro Amarelo: Palestras abordaram prevenção ao suicídio

IMG 5686Realizado no plenário Aldebaro Klautau, neste sábado, o evento promovido pela Comissão de Saúde da OAB-PA e a Caixa de Assistência dos Advogados do Pará é alusivo ao Mês Internacional de Prevenção ao Suicídio foi aberto pelo presidente da CAA-PA, Oswaldo Coelho, e pela presidente da referida comissão temática, Lylian Leal Garcia.

Doutora em Psicologia pela UNB, Célia Maria Ferreira da Silva Teixeira abriu a programação ao proferir a palestra “Suicídio – Aspectos Gerais e Sociais”, enquanto que a advogada especialista em Direito Minerário e Previdenciário, Eveline Cavalcanti, ministrou a palestra “Testemunhal - Depressão, Suicídio, Dificuldades e Superação”.

IMG 5705Doutor em Bioética pela Universidade do Porto, José Antônio Cordero da Silva conduziu a palestra “Os Transtornos Mentais: Suicídio e Aspectos da Bioética”. Ao ressaltar que os casos que envolvem “questões bioéticas são os mais difíceis de serem tratados” e defendeu que é necessário “superar dilemas e quebrar tabus”.

Doutora em Psicologia pela UNB, Célia Maria Ferreira da Silva Teixeira ministrou a palestra “Suicídio e Luto” e enfatizou que “o luto acompanha a humanidade, é um problema universal”. A palestrante observou ainda que é preciso atentar aos sobreviventes. “É importante dar atenção aos que ficam”, destacando a utilização de procedimento denominado “pósvenção ao suicídio”, que é trabalhar com quem ficou atingindo pelo fenômeno.

IMG 5733Ao frisar que o suicídio atinge todos os membros da sociedade, como familiares, amigos e colegas de trabalho, a psicóloga com Doutorado pela Universidade Nacional de Brasília salientou que é importante também debater a temática durante o ano inteiro, não somente em um período, dada a relevância.

Psicóloga clínica e psicanalista, Susette Matos proferiu a palestra “A Ideação Suicida em Estudantes de Graduação”. Os participantes do evento que lotou o plenário da OAB-PA ainda foram contemplados com a palestra “Tratamento Médico das Enfermidades Mentais e Prevenção do Suicídio”.

Fotos: Yan Fernandes

 

 

Subseções

 

Publicações

Links Úteis

 volegal

      promad2

   

  

 

 

OAB - SEÇÃO PARÁ

Praça Barão do Rio Branco, 93 - Campina
Belém-PA - CEP 66015060
Fone:(0xx91) 4006-8600
Fax: (0xx91) 4006-8603

Lynnwood Duct Cleaning